quarta-feira, 26 de julho de 2017

TOP 5 - Livros para ler em um dia


No post de hoje irei fazer o TOP 5 de livros para serem lidos em 1 dia. Claro que isso irá depender do andamento da leitura durante o dia, em uma viagem de ônibus, por exemplo, onde a leitura, pelo menos para mim, rende muito.
Procurei deixar de lado livros infantis, que são na maioria das vezes curtos. Também não coloquei HQs e mangás, pois são leituras extremamente rápidas, tanto pela quantidade de páginas, como por serem leituras prazerosas.
Caso queira comprar qualquer um dos livros mencionados é comprar por esse link, e ajudar o blog. Mas chega de conversa e vamos à lista:

1. As vantagens de ser invisível – Stephen Chbosky



O livro é TODO narrado em cartas, que são escritas por rapaz de 15 anos, que se denomina Charlie, ele mora com os pais e os irmãos, sendo ele o filho mais novo. As cartas são para alguém que ele conhece apenas de nome, que não nós é revelado, e essa pessoa não sabe quem é ele realmente. Em momento algum nós descobrimos para quem são essas cartas, nem ao menos se é para um homem ou para uma mulher, pois ele sempre começa por “Dear friend”, já que em inglês não há distinção de gênero na grafia da palavra AMIGO. Então de certa forma as cartas são endereçadas a nós, leitores.
As cartas são enviadas durante um ano, entre 1991 e 1992. Durante suas cartas Charlie nos conta sobre sua introversão, a descoberta da sexualidade, relacionamento com a família, o uso de drogas e outros assuntos comuns na adolescência. Durante o livro Charlie sempre menciona os livros que está lendo, que são indicações de seu amigo e professor de inglês, que o incentiva a escrever e a desenvolver a analise. O que para nos que amamos livros é sensacional.
O irmão de Charlie está indo para a faculdade e sua irmã está no último ano e ele está com medo do ensino médio, pois sempre foi um garoto introvertido, além disso, Charlie apresenta alguma patologia psiquiátrica, não sabemos ao certo o que, mas ele precisou ficar internado quando criança e teme constantemente uma recaída, apesar de ser um rapaz muito inteligente e conseguir ótimas notas.
O livro trás vários questionamentos, como: até que ponto a amizade influência no comportamento de uma pessoa, ou é o nosso comportamento que nos leva a ter determinadas amizades? Qual o limite para os cuidados paternos, sem sufocar a personalidade dos filhos? E quando esse filho necessidade de um acompanhamento a mais??? Embora esses questionamentos não apareçam diretamente no livro, eles aparecem durante a leitura.


2. O Caso dos Dez Negrinhos/ E não sobrou nenhum – Agatha Christie



Não podia faltar um romance policial, que são leituras em geral rápidas. E escolhi o livro que considero como o melhor da Rainha do Crime – Agatha Christie.
Oito pessoas são convidadas a irem para a Ilha do Soldado (no original Ilha do Negro), por uma pessoa misteriosa que aparentemente as conhece, mas elas não conseguem se lembrar direito dessa pessoa, cada pessoa é convidada sobre um pretexto diferente. Os convidados são:

- Juiz Wargrave                   - Vera Claythorne
- Philip Lombard                 - Emily Brent
- General Macarthur          - Dr. Armstrong
- Antony Marston               - Sr. Blore

Atendendo ao convite do misterioso anfitrião, todos comparecem ao local no dia e hora marcado. Ao chegarem na ilha eles descobrem que seus anfitriões não se encontram e são recebidos pelo casal de empregados recém-contratados, o Sr. e Sra. Rogers, totalizando 10 pessoas na ilha.
Os primeiros momentos na ilha decorrem maravilhosamente até o fim do jantar, quando a Sra. Rogers está servindo o café, uma voz – que ninguém conhece e nem sabe de onde vem – começa a acusar um a um, quando as acusações terminam todos tentam se justificar, mas até o momento tudo bem, são apenas acusações, mas a situação se torna tensa quando um dos convidados cai morto envenenado.
A cada morte o medo e o terror aumentam, atingindo seu ápice quando eles descobrem que não há mais ninguém, além deles ali, ou seja, o assassino só pode ser um deles e que eles estão isolados na ilha. Fica a dica de um livro com um final incrível e surpreendente.


3. A revolução dos bichos – George Orwell



A revolução dos bichos combina brilhantemente duas ricas tradições literárias: a das fábulas morais e a da sátira política. Cansados de serem explorados e negligenciados por Jones, o dono da Granja do Solar, os animais da granja, liderado pelos porcos, fazem uma revolução e expulsam os humanos do local. Após conseguirem tomar a granja os animais tentam criar uma sociedade utópica. A princípio essa sociedade seria regida por 7 leis básicas, para uma melhor convivência:

1. Qualquer coisa que ande sobre duas pernas é inimigo.
2. Qualquer coisa que ande sobre quatro patas, ou tenha asas, é amigo.
3. Nenhum animal usará roupas.
4. Nenhum animal dormirá em cama.
5. Nenhum animal beberá álcool.
6. Nenhum animal matará outro animal.
7. Todos os animais são iguais.

Mas a situação não sai bem como o planejado. Os porcos, os animais mais inteligentes da fazenda, acabam assumindo o controle. A revolução que começou com 7 mandamentos, acaba com um: “Todos os animais são iguais, MAS ALGUNS SÃO MAIS IGUAIS QUE OS OUTROS”.
Esse livro me lembrou MUITO o final de A Esperança, terceiro livro da trilogia Jogos Vorazes, toda a revolução e os acontecimentos finais. Me lembrou também uma fábula chamada Ratolândia que está disponível no Youtube, de uma conferida, vale muito a pena.


4. Belleville – Felipe Colbert



Lucius se muda para Campos de Jordão para cursar faculdade, e consegue alugar um casarão por um preço muito em conta, pois a casa esta abandonada há anos.
Para supresa de Lucius ele encontra uma caixa enterrada no quintal. Sem conseguir explicar o que está acontecendo, Lucius inicia uma intensa troca de correspondência com a antiga moradora da casa para onde se mudou através dessa caixa.
Uma relação que começa com desconfiança, passa pelo carinho e evolui para uma irresistível paixão – e para um pedido de socorro. Lucius não poupa esforços para ajudar Anabelle a realizar o grande sonho do seu falecido pai – montar uma montanha-russa nos fundos da casa, além de tentar ajudar a moça a enfrentar alguns problemas muito difíceis, entre eles resistir à violência do seu tio Lino.
O livro é narrado em primeira pessoa, e a narração é intercalado entre Lucius e Anabelle, o que me agradou muito, e o interessante é que no começo do capítulo não há indicação de quem está narrando, mas logo no primeiro parágrafo você já percebe quem está narrado.
Alguns pontos da história me lembram do enredo do filme A Casa do Lago com Keanu Reeves e a Sandra Bullock, mas o Felipe conseguiu dar uma roupagem nova e original a história e o autor consegue te convencer de que aquilo é possível, de que realmente está acontecendo.


5. Os dois mundos de Astrid Jones – A. S. King



O livro é narrado em primeira pessoa, quase totalmente, por Astrid Jones, uma jovem estudante do último ano do Ensino Médio. Astrid tem um relacionamento conturbado com a mãe, que a maior parte do tempo a ignora. O pai é uma pessoa sem muita ambição, para desgosto da mãe da Astrid, e que possui seus próprios problemas. A irmã dela, de quem já foi próxima, tenta ter um bom relacionamento com a mãe, ser popular na escola, e se afastou e não conversa muito com ela. Em resumo: a família dela é estranha.
Astrid, não tem um bom relacionamento familiar, nem amoroso, não é popular na escola, e possui poucos amigos. Uma forma que encontra para compartilhar algo com alguém é enviar seu amor para os passageiros dos aviões que sobrevoam sua cidade.
O interessante nesse livro é que há alguns detalhes da vida de alguns passageiros, para quem Astrid envia amor, e vemos essa conexão entre as histórias. Nos mostra que outras pessoas, enfrentam os mesmo problemas que nós, e que existe formas diferentes de encaramos as mesmas situações.
A evolução da Astrid como pessoa, sua aceitação, seu posicionamento... Foi SENSACIONAL, e não digo apenas com relação a sua homossexualidade, mas com relação a tudo. É melhor livro que já li??? NO, mas é um livro muito bom, que trás várias reflexões.

Então é isso. Espero que vocês tenham gostado. Beijos e até a próxima. 

2 comentários:

  1. Alguns desses livros eu tenho aqui pra ler e fico adiando, um tem motivo, o outro não. Vou ver se leio As vantagens de ser invisível com meu amigo, combinamos. A revolução dos bichos eu achava que seria super demorado pra ler.

    Vidas em Preto e Branco

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Super amei As vantagens de ser invisível.E A Revolução dos Bichos além de ser curtinho é uma delícia a leitura, dá pra ler super rápido.

      Excluir