segunda-feira, 19 de junho de 2017

Viajei com: Uma longa jornada para casa - Saroo Brierly



Tudo bem com vocês??? No post de hoje quero comentar sobre o livro Uma longa jornada para casa de Saroo Brierly. Caso queira comprar o livro, é só clicar no LINK, e se você comprar QUALQUER livro por esse link você ajuda o blog sem nenhum custo adicional.


SINOPSE: Aos 5 anos, Saroo pede ao irmão mais velho que o deixe acompanhá-lo à cidade onde ele passava os dias em busca de dinheiro e comida. Durante a viagem, o menino adormece. Ao despertar, confuso, se vê sozinho na estação de trem. Ele não sabe onde está o irmão, mas vê um trem parado. Imaginando que Guddu poderia estar lá dentro, Saroo embarca no vagão, e isso o faz atravessar a Índia.
Sem saber ler nem escrever, e sem ideia do nome de sua cidade natal ou do próprio sobrenome, ele é obrigado a sobreviver sozinho nas ruas de Calcutá até ser levado para uma agência de adoção e ser escolhido por um casal australiano. Os anos se passam e, ainda que se sinta extremamente agradecido pela nova oportunidade que os Brierleys lhe proporcionaram, Saroo não esquece suas origens. Até que, com o advento do Google Earth, ele tem a oportunidade de procurar pela agulha no palheiro que costumava chamar de casa, e investiga nas imagens de satélite os marcos que poderia reconhecer do pouco que se lembra de sua cidade.
Um dia, depois de muito tempo de procura, Saroo encontra o que buscava, mas o que acreditava ser o fim da jornada é apenas um novo começo.


Eu ganhei esse livro de Amigo Secreto da linda da Kátia Cristina. E me interessei pelo livro após acompanhar a premiação do Oscar, pois a adaptação foi indicada em 6 categorias, quando li a sinopse da obra achei bem interessante.
Eu gostei da leitura, achei uma experiência bem enriquecedora, conhecer um pouco mais da vida na Índia, embora seja chocante determinados pontos. Principalmente quando trazemos para a nossa realidade, e percebemos o quão próximos estamos dessa situação: na Índia é comum crianças passarem dias longe de casa, no Brasil passar dias não é comum, mas horas sim, algumas crianças passam o dia na casa do vizinho, de um conhecido e os responsáveis não se dão o trabalho de ir ver o que elas estão fazendo.
Mas nem tudo são flores, a narrativa tem alguns problemas – alguns pontos ficaram truncados, não sei se foi questão de escrita, já que Saroo não é um escritor, ou se foi questão de tradução. No final do livro temos algumas fotos de sua viagem de volta à Índia.

O livro foi adaptado para o cinema. O filme foi dirigido por Garth Davis, e foi indicado a quatro Globos de Ouro. O longa é protagonizado por Dev Patel, Jamal Malik de “Quem Quer Ser um Milionário?”; David Wenham, Faramir de “O Senhor dos Anéis”; e tem ainda Nicole Kidman e Rooney Mara no elenco.

sexta-feira, 16 de junho de 2017

Projeto de Leitura em Conjunto - O Conde de Monte Cristo #8


Tudo bem com vocês??? No post de hoje irei comentar sobre a 5º semana do Projeto de Leitura Compartilhada do livro O Conde de Monte Cristo.
Caso queira comprar o livro, é só clicar no LINK, e se você comprar QUALQUER livro por esse link você ajuda o blog sem nenhum custo adicional.



Essa semana teve um dos capítulos mais sensacionais do livro: o jantar oferecido pelo conde de Monte Cristo, que foi realizado na casa onde Villefort foi esfaqueado por Bertuccio. Eu jurava que o filho que Villefort teve com sua amante seria filho de sua atual mulher, já que na época ele era casado com a mãe de Valentine. Qual não é minha surpresa ao descobrir que a mãe da criança é a sra. Danglars, que atualmente é amante de Debray, amigo de Albert.
Finalmente entendi a participação do rapaz que está se passando por Andrea Cavalcanti, que é na verdade Benedetto, o filho de Villefort. Será que o homem que está se passando por Major Cavalcanti terá alguma participação na história, além de fazer o papel de pai de Andrea?
O capítulo 6, intitulado O Jantar. Dantès começa a dizer que enquanto foram escavar o jardim para decorarem e encontraram uma arca com o esqueleto de uma criança. Ao ouvir isso a senhora Danglars desmaia, e o Villefort quase. E eles nem imaginam que o filho está ali.
Mas talvez Dantès não saiba que Villefort sabe que a criança não está enterrada ali, e que estava viva e sendo adotada por uma mulher que ele não conseguiu localizar, e Villefort confidencia isso a sra. Danglars, que até ali acreditava que a criança havia morrido.
Villefort busca informações sobre Monte Cristo, já que ele sabe de vários detalhes sobre o seu passado, e com quem ele busca essas informações??? Abade Busoni e Sr. Wilmore, que na verdade são disfarces de Edmond, o que eu achei muito engraçado, Dantès passando a maior mentira para Villefort.
O casamento de Danglars não vai anda bem, ele deixa bem claro que sabe dos amantes da esposa, mas desde que ela continue com bons palpites sobre os investimentos está tudo certo, e nossa como ele foi grosseiro com ela.
Achei sensacional o fato de Danglars está todo iludido em relação a Andrea, achando que ele é rico, sendo assim seria um partido melhor que Albert, mas sendo Andrea filho de Villefort com a sra. Danglars, ele é meio-irmão de Eugenie, além de ser pobre, assassino e vigarista.
Caderousse volta a aparecer, e demonstra ser bem intimo de Benedetto, o que me deixou bem curiosa quanto ao tipo de envolvimento que eles têm.
Temos também os preparativos para o casamento de Valentine e Franz. Mas o avô materno da moça vem a falecer, mas ao em vez de atrasar a cerimônia acaba por adianta-la, já que a viúva fica muito doente e quer ver a cerimônia antes falecer.
Em desespero Valentine e Morrel planejam fugir, mas na noite marcada a avó de Valentine vem a falecer, envenenada de acordo com as suspeitas do médico. Como Valentine não aparece, Morrel entra na casa as escondidas, e acaba conhecendo o senhor Noirtier, que o convence a não fugirem e esperar que ele ajudem a cancelar a cerimônia, de que forma ele não deixa claro.
É aqui que terminamos nossa leitura da semana. E nessa próxima semana leremos da Parte IV, Capítulo 17 – O jazigo da família Villefort até a Parte V, Capítulo 4 – O quarto do padeiro aposentado.

Então é isso, espero que vocês tenham gostado, beijos e até a próxima.

segunda-feira, 12 de junho de 2017

Viajei com: Uma história incomum sobre livros e magia - Lisa Papademetriou.



No post de hoje quero comentar com vocês sobre o livro Uma história incomum sobre livros e magia de Lisa Papademetriou.
Caso queira comprar o livro, é só clicar no LINK, e se você comprar QUALQUER livro por esse link você ajuda o blog sem nenhum custo adicional.



Como já havia dito no vídeo de leituras do mês, é uma historia um pouco complicada de contar sem dar spoiler. Há história é narrada em terceira pessoa por dois pontos de vista de duas personagens diferentes:

·       Kai, uma adolescente que está passando uns dias na casa da tia-avó, Lavínia, que mora no Texas.

·       Leila, que está passando as férias no Paquistão com a família do seu pai.

Aparentemente, essas duas meninas não possuem nada em comum. Então as duas encontra um exemplar de um livro bem incomum, “O Cadáver Excêntrico”. O cadáver excêntrico é uma brincadeira de escrita que parece ser bem escrita que parece ser bem legal. Caso queira conferir as regras é só clicar no link.
É aí que a história começa a ficar interessante. O livro “O Cadáver Excêntrico” vai se escrevendo, da mesma que a brincadeira funciona, aos poucos. Com capítulos intercalados entre Leila e Kai, bem com suas próprias historias sendo intercaladas com a história de Ralph Flabbergast e Edwina Pickle e sua luta para ficarem juntos.
Gostei muito da historia e dos rumos que ela tomou, da forma como as peças do quebra-cabeça foram se juntando. Mas achei o livro curto, queria mais história, mais detalhes, sobre a família da Leila e da Kai, para que tenhamos uma maior conexão com as personagens. E claro gostaria muito de saber mais sobre Ralph Flabbergast e Edwina Pickle e sobre o desfecho da historia.

Então é isso. Espero que vocês tenham gostado. Beijos e até a próxima.

sexta-feira, 9 de junho de 2017

Projeto de Leitura em Conjunto - O Conde de Monte Cristo #7


Tudo bem com vocês??? No post de hoje irei comentar sobre a 5º semana do Projeto de Leitura Compartilhada do livro O Conde de Monte Cristo.
Caso queira comprar o livro, é só clicar no LINK, e se você comprar QUALQUER livro por esse link você ajuda o blog sem nenhum custo adicional.



Valetine, filha de Villefort e Maximilien, filho do sr. Morrel estão apaixonados, mas a moça está prometida a Franz, que é amigo de Albert, e filho do general Epinay, que fora assinado, na época da prisão de Dantès, por Noitier, avô da moça e pai de Villefort.
Villefort faz questão desse casamento como forma de minimizar as suspeitas que ainda pairam sobre seu pai, sem levar em consideração os sentimentos da filha, que é avessa a esse casamento. Mas Maximilien não se dá por vencido e promete buscar ajuda ao Conde de Monte Cristo, que lhe foi amigável desde que se conheceram.
A moça não coloca muitas esperanças nessa ajuda, já que o conde demonstra ser muito amigo da sra. Villefort, mas o que ela não sabe é a intenção por trás dessa suposta amizade.
Enquanto os dois amantes conversam, o conde chega a casa dos Villefort para retribuir a visita. E acaba tendo uma conversa bem estranha com a sra. Villefort sobre venenos e antídotos, o que tenho certeza não foi sem segundas intenções, já que lhe promete enviar. Talvez Dantès tenha a intenção de incrimina-la pelo envenenamento de alguém, provavelmente Valentine ou Noitier.
Após fazer amizade com Lucien Debray, um “amigo” muito próximo da sra. Danglars, Monte Cristo fica sabendo que ela arrisca muito na bolsa de valores, mas acaba ganhado muito dinheiro com isso. E percebemos que é dessa forma que se vingará de Danglars, pela riqueza.
Posteriormente, Edmond vai a um telegrafo bem afastado, e suborna o transmissor a enviar uma mensagem errada, que dá a entender que haverá guerra na Espanha, o que leva Danglars a vender todos os seus títulos espanhóis, e perder meio milhão de francos, mas no dia seguinte, quando a noticia é desmentida, as ações dobram de valor, o que eleva o prejuízo a um milhão de francos. O que é de enlouquecer qualquer um.
Mas temos dois capítulos, um onde Monte Cristo conversa com uma pessoa que se passa por Major Cavalcanti e no outro com um que se passa por Andrea Cavalcanti, o filho sequestrado do major. Tudo isso foi arquitetado por Edmond, usando disfarce, mas não consegui me atentar para a finalizada, mas creio que logo ficará clara.
Ao ser informado do casamento, por Villefort e a esposa, Noirtier não se agrada em nada da escolha do noivo, já que ele tinha sérias divergências politicas com o pai do rapaz, a ponto de mata-lo. E tentando mudar a decisão do filho, ele deserda Valentine, destinando toda sua fortuna para a caridade.
É aí que Monte Cristo faz uma segunda visita aos Villefort para reafirmar o convite ao jantar que ele oferecerá, na casa onde Villefort foi esfaqueado. Alguma coisa ele está aprontando e eu estou bem ansiosa para descobrir.
É aqui que terminamos nossa leitura da semana. E nessa próxima semana leremos da Parte IV, Capítulo 5 – Os fantasmas até o Capítulo 16– A promessa.
Logo logo começaria a preparar uma supressa para os participantes ativos da leitura. Então não deixem de comentar suas impressões da leitura da semana. Espero que vocês tenham gostado. Beijos e até a próxima.